Baralho de Ideias

Quem ganhar uma vaza dará início à seguinte.

Exercício cálculo Custo Industrial do Produto Vendido

A empresa “Chás do Oriente, Lda.” produz dois tipos de chá: o “Sabor do Paraíso” e o ”Inside”. No presente mês a empresa vendeu dos dois tipos de chá, as quantidades descritas na tabela abaixo:

 

Sabor do Paraíso Inside
Quantidade (Kg) 11.200 9.500
Preço de venda unitário (€/Kg) 4,50€ 6,50€

 

Utilizando como fórmula de custeio o FIFO, o registo das matérias primas apresentava os seguintes dados:

Sabor do Paraíso Inside
Existências Inicias Kg 3.500 6.500
Preço unitário (€/Kg) 3,00 € 4,00 €
Compras Kg 12.000 5.500
Preço unitário (€/Kg) 2,80 € 4,50 €
Existências Finais Kg 2.500 500

As máquinas de produção registaram 1.600 horas de laboração e o número de  horas de MOD foi de 850 assumindo um valor de 16.100 €, distribuídos como se demonstra:

 

Horas Maq. Horas MOD Valor MOD
Sabor do Paraíso 750 400 7.500 €
Inside 850 450 8.600 €

 

A repartição do GGF Indirectos é realizada em função de:

 

  • Electricidade  – nº de horas de laboração das máquinas
  • MOI – nº de horas da MOD
  • Depreciações – nº de horas das máquinas
  • Outros GGF – consumo de matérias-primas em quantidade

 

Sabe-se ainda que:

 

Eletricidade

MOI Depreciações

Outros GGF

1.100 €

2.450 € 2.000 €

2.200 €

 

Considerando que não existe stock e PVF e Produção Acabada determine o Custo Industrial do Produto Vendido (CIPV).

RESOLUÇÃO:

Para apurarmos o Custo Industrial do Produto Vendido (CIPV) temos de apurar o Custo Industrial do Produto = MP Consumida + MOD + GGF:

CUSTOS Sabor Paraíso Inside FÓRMULA
Quant. MP Consumida 13.000 11.500 Ei MP + Compras – Ef MP
Valorização MP Consumida 37.100,00 € 48.500,00 € QEi x Preço Ei+ (Qconsumida – QEi) x preço compra
MOD 7.500 € 8.600 € Valores identificados no enunciado
GGF
   Electricidade 515,625 € 584,375 € Custo Electricidade / Total Horas máquina x Horas do Produto
   MOI 1.152,941 € 1.297,059 € Custo MOI/ Total Horas MOD x Horas do Produto
   Depreciações 937,500 € 1.062,500 € Custo Depreciações/ Total Horas máquina x Horas do Produto
   Outros 1.167,347 € 1.032,653 € Custo Outros/ Total Quant. MP x Quant. MP consumida por Produto
CIP 48.373,41 € 61.076,59 € CIP = MP + MOD + GGF
  EiPVF não existe PVF
  EfPVF não existe PVF
CIPA 48.373,41 € 61.076,59 € CIPA = Ei PVF + CIP – Ef PVF
  EiPA não existe PVF
  EfPA não existe PVF
CIPV 48.373,41 € 61.076,59 € CIPV = Ei PA + CIPA – Ef PA
CIPV Unitário 4,319 € 6,429 € CIPV UNIT. = CIPA / Quant. Produto

TS

 

About TANIA SARAIVA

Profissão: - Gestora de Mercado na Portugal Telecom - Assistente Convidada no ISCAL Educação: - Mestrado em Contabilidade no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa - Licenciatura em Gestão no Instituto Superior de Economia e Gestão

23 comments on “Exercício cálculo Custo Industrial do Produto Vendido

  1. Pita Alberto Magweche
    2 Março 2015

    este site gostei esta me ajudando bastante

    • TANIA SARAIVA
      9 Março 2015

      Olá Pita,

      fico contente por ajudar.

      Cumps,
      TS

  2. Raquel Custodio
    23 Março 2015

    Ola, estou agora a realizar licenciatura pela uab e tenho a disciplina de contabilidade de gestão , ao pesquisar encontrei o site, precisamente era o que necessitava, muitas das minhas duvidas ficaram resolvida. muito obrigada pelo execelente trabalho

    • TANIA SARAIVA
      25 Março 2015

      Olá Raquel,

      fico muito feliz por ajudar.

      Boa sorte com o curso!
      TS

  3. joao paulo barros
    15 Abril 2015

    nao percibi nada mas volto a tentar

    • TANIA SARAIVA
      16 Abril 2015

      Olá João,

      posso ajudá-lo? tem alguma dúvida em concreto ou não percebeu o artigo?

      Cumps,
      TS

  4. vitor
    19 Abril 2015

    Boa noite

    Estou com uma duvida num exercício de contabilidade de gestão, eu tenho que determinar o resultado bruto de uma empresa com base nos sistemas de custeio total completo, racional e variável, a minha duvida esta aqui a empresa esta a utilizar o custo medio ponderado e não sei muito bem com calcular.

    • TANIA SARAIVA
      20 Abril 2015

      Oi Vitor,

      basta apurar o CIPA unitário por cada sistema para a Produção e depois aplicar o critério do CMP às existências em armazém (Produção + Existência Inicial)

      Cumps,
      TS

  5. vitor
    20 Abril 2015

    Este blog tem me ajudado muito com os meus estudos e desde ja agradeço a sua resposta aqui no blog e por e mail. Ainda estou a realizar o exercicio onde tenho calcular o sistema de custeio variavel pelo CMP a formula do CIPA é esta CVIND UNIT*PR e este resultado ao calcular o CIPA UNIT da me o mesmo valor que o CVIND UNIT isto é normal.

    • TANIA SARAIVA
      21 Abril 2015

      Oi Vitor,

      fico feliz em ajudar. Em relação à sua questão é normal que dê exactamente o mesmo. Dado que o sistema de custeio variável só considera para custo de produção (CIPA) os custos variáveis do período em análise. Mas quando aplicar o CMP deverá considerar o custo unitário das Existências Iniciais, que podem diferir do CIPA da produção.

      Cumps,
      TS

      • Susana Silva
        22 Abril 2015

        Olá, boa tarde

        A minha pergunta é muito urgente, se me puder ajudar eu agradeço.

        Como se pode justificar as diferenças nas DR, entre os diversos sistemas de custeio, usando o CMP.

        Obrigada.
        Susana Silva

      • TANIA SARAIVA
        23 Abril 2015

        Oi Susana,

        a justificação das diferenças entre os sistemas de custeio, independentemente do critério valorimétrico seguido pela empresa,deve-se às variações de existências, ou seja, haver Existências Iniciais e/ou Existências Finais.

        Cumps,
        TS

  6. vitor
    21 Abril 2015

    Boa tarde
    Eu já lhe enviei por e mail como fiz o calculo, muito obrigado pela ajuda.

    cumprimentos

  7. Cristiana
    8 Novembro 2015

    Boa noite!

    Desde já aproveito para lhe dar os parabéns pelo excelente trabalho que faz aqui no site! Eu e os meus colegas adoramos os exercícios resolvidos que aqui disponibiliza e adoramos o facto de responder sempre atempadamente às nossas questões.
    Em relação a este exercício, pedia-lhe que me esclarecesse o que são as “Horas do produto” (na parte de calcular os GGF).

    Cumprimentos,
    Cristiana

    • TANIA SARAIVA
      12 Novembro 2015

      Olá Cristiana,

      Desde já obrigada pela simpatia e fico feliz pelos artigos publicados ajudarem!

      Em relação ao exercício em análise, as Horas do produto referem-se às horas que são distribuídas pelos 2 produtos das horas de laboração das máquinas. Isto é, tabela 3: 750H para Sabor do Paraíso e 850H para Inside.

      Assim fica:
      Custo Eletricidade: 1100€
      Total Horas máquinas: 1600H
      Quota: 0,6875€/H
      Sabor Paraíso: 0,6875 x 750H = 515,625€
      Inside: 0,6875 x 850H = 584,375€

      Cumps,
      TS

  8. Gelson Pascoal
    17 Março 2016

    olá daqui é o Gelson gostaria de saber como é feito os custos industrias de produtos acabados

    • TANIA SARAIVA
      17 Março 2016

      Oi Gelson,

      O cálculo dos Custos Industriais de Produtos Acabados são obtidos através da soma do custo do mês das componentes de produção (Matéria-prima, Mão-de-Obra e Gastos Gerais de Fabrico) e da variação de stock dos produtos em vias de fabrico.

      Em termos de fórmula temos: EiPVF + CIP (MP+MOD+GGF) – EfPVF

      Cumps,
      TS

  9. Gelson Pascoal
    17 Março 2016

    olá daqui é o gelson gostaria de saber como é feito os custos das materias consumidas dessa empresa

    • TANIA SARAIVA
      17 Março 2016

      Oi Gelson,

      Qual empresa? Se se está a referir ao caso em análise o cálculo da quantidade de matéria-prima consumida resulta da fórmula: Ei MP + Compras – Ef MP como a empresa adopta o critério valorimétrico FIFO a valorização das matérias-primas consumidas resulta da fórmula: QEi x Preço Ei+ (Qconsumida – QEi) x preço compra

      Cumps,
      TS

  10. Rogerio Daniel
    8 Novembro 2016

    Peço dois exemplos concretos de CIPA E CIP

    • TANIA SARAIVA
      9 Novembro 2016

      Olá Rogério,

      2 exemplos? vamos ver são 2 conceitos que estão interligados entre si o CIPA existe após o cálculo do CIP.

      O CIP é o custo industrial da produção e inclui os custos da MP consumida + MOD + GGF enquanto o CIPA é o custo industrial do produto acabado e inclui para além do CIP o custo variação de stocks (Existência Inicial – Existência Final)

      Exemplo:
      MPconsumida: 30.000€
      Produção: 10.000 unidades
      MOD: 10.000€
      GGF: 15.000€
      No início do período havia em vias de fabrico 1.000 unidades com um custo de 950€ e no final do período ficarem em curso 100 unidades, valorizadas ao custo de produção.

      CIP = 30.000 + 10.000 + 15.000 = 55.000/10.000 Unids = 5,5€/unid
      CIPA = 950 + 550000 – 100*55 = 55.4000/(1.000+10.000-100) = 5,08€/unid

  11. Carla Henriques
    12 Novembro 2016

    boa tarde
    preciso de ajuda
    tenho um exercico para fazer e tenho o cipm e preciso de calcular o cipa, contudo nao tenho o valor dos pvf…
    como faço? imagino que os pfv têm valor 0?

    obrigada!!

    • TANIA SARAIVA
      12 Novembro 2016

      Boa tarde Carla,

      correcto, sempre que não nos dão PVF assumimos que os mesmos não existem. Contudo, se me quiser enviar o exercício posso validar.

      Cumps,
      TS

Deixa a tua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 25 Setembro 2014 by in Contabilidade.

Navegação

Jogadas anteriores

Fonte da imagem do cabeçalho

Jogadores

%d bloggers like this: