Contabilidade

Exercício Produção Conjunta

A Empresa Industrial de Rações, SA produz, em regime de produção conjunta, as rações tipo A e tipo B que comercializa no mercado, após operações de embalagem, ao preço de venda unitário de 3,75€/kg e 4,80€/kg, respectivamente. No ponto de separação obtém, para além dos produtos A e B, o subproduto S que vende a um cliente ao preço de 1.250€/tonelada e o resíduo R que manda destruir pagando 1.500€/tonelada.
Em certo período N venderam-se 80 toneladas de A e 96 toneladas de B e 12 toneladas de S. Os stocks iniciais eram nulos e no final do período havia 4 toneladas de B. Obtiveram-se 20 toneladas de R. A contabilidade apurou €495.000 de custos de matérias e materiais directos e gastos de conversão acumulados no ponto de separação e operações específicas de embalagem na fábrica de A e B no montante de €60.000 e de €80.000, respectivamente.
A empresa reparte os custos conjuntos em função do valor de venda relativo no ponto de separação e mensura o subproduto pelo critério do lucro nulo. O custo das vendas da demonstração de resultados por funções do período N foi de?

Resolução:

Em primeiro lugar temos de identificar todos os valores essenciais para a resolução deste exercício e listá-los:

Qv Ef PA Pv Unid
A 80 0 3.750 € TON
B 96 4 4.800 € TON
S 12 0 1.250 € TON
R 20 Custo: 1.500 €/TON
Custos
Conjuntos 495.000 €
Subproduto Lucro Nulo

O segundo passo será apurar o custo a atribuir ao Subproduto tendo em conta o critério valorimétrico utilizado pela empresa: Lucro Nulo:

  • Vendas: 12 Ton x 1.250€ = 15.000€
  • CIPV: 15.000€ (atribuímos o valor exato das vendas para que a MC seja nula)
  • Margem Contribuição: 0€

Agora estamos em condições de apurar os Custos Industriais de Produção Acabada:

Ração Valor Venda  C. Específicos VVPS % C. Conjuntos CIPA CIPA Unit.
A 300.000 € 60.000 € 240.000 € 37,50% 191.250 € 251.250 € 3.140,625 €
B 480.000 € 80.000 € 400.000 € 62,50% 318.750 € 398.750 € 3.987,500 €

Notas:

No Valor de Venda temos de considerar a produção do período em análise e não a quantidade vendida. No caso da Ração A não há diferenças porque a quantidade vendida é igual à produzida. Para a ração B há stock final em armazém de 4 TON, logo a quantidade a considerar é 96 + 4 = 100 TON.

Nos Custos Conjuntos a repartir temos de ter em conta os vários custos resultantes da produção da ração:

  • Custos de matérias e materiais directos e gastos de conversão
  • Custos de destruição de Resíduos
  • Retirar o custo que atribuímos ao Subproduto

Custos Conjuntos a repartir: 495.000€ + 20 TON x 1.500€ – 15.000€ = 510.000€

NO CIPA devemos incluir os valores dos custos conjuntos mais os custos específicos industriais.

Para terminar e respondermos à questão, construímos a Demonstração de Resultados por Funções até à Margem de Contribuição:

A B S Total
Vendas 300.000,00 € 460.800,00 € 15.000,00 € 775.800,00 €
CIPV 251.250,00 € 382.800,00 € 15.000,00 € 649.050,00 €
MC 48.750,00 € 78.000,00 € 0,00 € 126.750,00 €

 

TS

Anúncios

32 thoughts on “Exercício Produção Conjunta”

  1. Boa noite

    Tenho uma duvida, que é a seguinte os custos específicos antes do PS são incluídos os industriais e industriais e apos?

  2. Boa noite. Ainda bem que vi este exercicio pois andava a partir a cabeça com ele. Se nao fosse pedir demais, nao me resolvia e publicava o exercicio 44 deste mesmo exeme de Junho de 2013? Desde já o meu obrigado

  3. Tânia boa tarde, sabe-me dizer onde consigo arranjar as soluções dos exercícios do livro Management and Cost Accounting da prentice hall?

    1. Olá Susana,

      Então o valor do CIPV é calculado da seguinte forma: EiPa + CIPA – EfPa
      Uma vez que não há Existência Inicial e há Stock final de 4 Ton. Apenas se vendeu 96 Ton das 100 produzidas. Logo, o CPIV resulta da aplicação da seguintes fórmula:
      CIPV = CIPA unit. x Qvendida = 3.987,5€ x 96 TON = 382.800€

      Cumps,
      TS

  4. Como comentar a seguinte afirmacao: Geralmente a informacao sobre os custos conjuntos proporcionada em regime de producao conjunta nao permite tomar decisoes de gestao, relativamente a cada um dos produtos individualmente considerados.

    1. Olá Julie,

      a produção conjunta é um sistema de produção do qual resultam dois ou mais produtos, daí os custos dessas secções/centros de custos terem de ser repartidos pelos diferentes produtos que originaram. Logo, o regime de produção conjunta não impede a tomada de decisões para a gestão, contudo é necessário recorrer a um critério válido para repartição dos custos pelos diferentes produtos, normalmente utiliza-se o VVPS (Valor de Venda no Ponto de Separação). Que resulta no valor da venda menos os custos específicos de cada produto.

      Cumps,
      TS

  5. Ola Tania, tenhos alguns exercicios da minha universidade sobre essa materia e queria enviar ao seu email ou algo parecido para tu me ajudares a fazer resolucao dos exercicios que eu nao estou a conseguir entender bem essa materia de producao conjunta e tenho exame daqui a 2 dias

      1. eu quero enviar no seu email pq sao 3 exercicios, por favor envie so o seu email p ser mais facil enviar os exercios em anexo via email

  6. boa noite tania sera que tbem posso enviar minhas duvidas sobre a cadeira de contabilidade de gestão??? tens um email onde posso esclarecer minhas duvidas????

  7. Boa tarde tania, quero desde já agradecer pela ajuda que me têm dado através deste site. Estou com duvidas em responder o exercício abaixo, será que me podia ajudar?

    A empresa X, SA, dedica-se à produção conjunta dos produtos Alfa e Beta a partir da matéria
    M, sendo Beta sujeito a operações de conversão específicas antes de ser dado por concluído
    e dando origem ao resíduo T que a empresa manda destruir por uma empresa especializada
    G. Na produção conjunta obtém-se necessariamente o subproduto R, que é vendido a um
    cliente ao preço de €65/ton.
    Relativamente ao período N a empresa produziu 2.400tons. de Alfa e vendeu 2.000 tons. a
    €300 cada e produziu e vendeu 1.500 tons. de Beta a€380 cada. Obteve 200 tons. de R e
    pagou €12.000 a G pela destruição de T.
    No mesmo período, comprou 5.400 tons. de M a €125, de que utilizou 5.000 ton. Os gastos
    de conversão da produção conjunta somaram €338.000 e os gastos de conversão específicos
    de Beta foram €78.000.
    Sabendo que a empresa reparte os custos conjuntos em função do valor de venda relativo
    no ponto de separação e mensura o subproduto pelo lucro nulo, o custo unitário de
    produção de Alfa de N foi:
    a) €235,75.
    b) €342,50.
    c) €237,50.
    d) Nenhuma das anteriores.

    1. Olá Sónia,

      junto a resposta para sua análise:

      VVP C. Especificos VVPS % Custos Conjuntos C. Especificos CIPA CIPA Unit
      Alfa 720.000,00 € 720.000,00 € 60,00% 570.000,00 € – € 570.000,00 € 237,50 €
      Beta 570.000,00 € 90.000 € 480.000,00 € 40,00% 380.000,00 € 90.000,00 € 470.000,00 € 313,33 €
      1.200.000,00 € 950.000,00 € 1.040.000,00 €

      1. Olá Tânia,

        O seu exercício de Produção Conjunta foi espectacularmente esclarecedor para desbloquear outro do género e sobre o qual tentava o êxito em vão. Um obrigadão do tamanho do mundo.

        Agora, neste, e na boleia da resposta que deu à Sónia, não consigo encaixar os seus 3 últimos valores com os títulos da coluna; o que são esses valores? E no produto Beta, penso que duplicou os 90.000 de Custos Específicos (mera questão de apresentação ?? pois não afectou CIPAs! Será?). Por outro lado, onde coloco 50.000 de Matéria M (125€ x 400 de 5400 – 5000) que não foram utilizados?

        Muito grato pela atenção que ainda (me) possa dedicar a esta causa. Muito, muito obrigado.

        Os meus cumprimentos
        António

      2. Olá António,

        Sim, de facto os Custos específicos aparecem repetidos por uma questão de apresentação, mas só devem ser considerados uma única vez para o cálculo do CIPA.
        Em relação à MO não utilizada calcula-se e assume-se como Existência Final de Matéria. que será utilizado no período seguinte.

        Obrigada
        Tânia Saraiva

  8. ola Tânia Saraiva. Vi esta pagina e gostei bastante visto que estou a fazer a licenciatura e estou no segunda ano. Agradeço todo o detalhe e explicação que deste.
    No próximo semestre deverei vir aqui pedir ajuda se assim o poderes fornecer porque vou ter contabilidade gestão 2.

    1. Olá.

      terei todo o gosto em ajudar. Qualquer dificuldade que tenha pode sempre enviar por email com a sua resolução que terei todo o gosto em orientá-lo.

      Cumps,
      TS

Deixa a tua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s