Baralho de Ideias

Quem ganhar uma vaza dará início à seguinte.

Imputação GGF’s segundo o Método das Secções Homogéneas – Caso Prático

Considero este exercício bastante útil, apesar de não ter Prestações Recíprocas, é um caso de estudo interessante para visualizarmos a imputação dos GGFs no Método das Secções Homogéneas.

1º Não esquecer que o objectivo final é as Secções Principais (as que têm relação directa com o produto/serviço) ficarem com o custo das secções Auxiliares que trabalham para as primeiras.

Dados do enunciado:

A empresa SH, Lda. está dividida em cinco secções, sendo três delas de produção (A, B e C) e duas auxiliares (S1 e S2). A Contabilidade apresenta, num determinado período, os seguintes custos de  GGFs:

  • Ordenados de engenheiros e outros 1.712.500€
  • Depreciações de móveis e utensílios 54.000€
  • Depreciações de máquinas 253.000€
  • Renda da fábrica 28.300€
  • Quebras de stocks 5.000€
  • Energia eléctrica 12.635€

Os custos directos são imputados às secções de acordo com:

  • Ordenados de engenheiros e outros: N° de empregados
  • Depreciações de móveis e utensílios: Valor dos móveis e utensílios
  • Depreciações de máquinas: Valor das máquinas
  • Renda da fábrica: Área ocupada
  • Quebras de stocks: Custo identificado na secção C
  • Energia eléctrica: Potência instalada

Base de imputação:

BASE

Repartição da actividade das Secções Auxiliares:

S1 – divide a sua actividade de acordo com a seguinte proporção:

  • Secção A          30%
  • Secção B          60%
  • Secção S2         10%

S2 – toda a sua actividade é imputada à Secção C.

RESOLUÇÃO

1º PASSO

Efectuar a repartição dos custos identificados pela Contabilidade. Isto é para cada tipo de GGF identificado repartir pelas várias secções de acordo com o critério de repartição indicado:

Repartição 1ª

Cálculos Auxiliares:

Ordenados dos engºs e outros: Custo da Rubrica/Total de empregados x nº empregados Secção

  • Exemplo Secção A =1.712.500€/(50+25+35+15+12)*50 = 625.000€

Depreciações de móveis e utensílios: Custo da Rubrica/Valor total dos móveis e utensílios x Valor dos móveis e utensílios da Secção

  • Exemplo Secção A =54.000€/(25.000+75.000+50.000+100.000+200.000)*25.000 = 3.000€

Depreciações de máquinas: Custo da Rubrica/Valor total das máquinas x Valor das máquinas da Secção

  • Exemplo Secção A =253.000€/(100.000+225.000+300.000+7.500)*100.000 = 40.000€

Renda da fábrica: Custo da Rubrica/Área total ocupada x Área ocupada da Secção

  • Exemplo Secção A =28.300€/(400+240+720+40+15)*400 = 8.000€

Quebras de stocks – imputado na sua totalidade à secção C – 5.000€

Energia eléctrica: Custo da Rubrica/Potência total instalada x Potência instalada da Secção

  • Exemplo Secção A =12.635€/(1.250+1.150+750+100+75)*1.250 = 4.750€

2º PASSO

Neste passo devemos imputar os custos das secções auxiliares às secções principais, para posterior repartição pelos produtos/serviços.

Assim, de acordo com a informação indicada:

Repartição 2ª

Nesta fase devem em primeiro lugar colocar os valores apurados no passo 1 que serão os custos directos das 5 secções (1ª linha do Mapa).

Em segundo lugar, temos de proceder aos Reembolsos, que resulta da repartição secundária.

O que é a repartição secundária? É a repartição que garante que os custos das Secções Auxiliares são imputados às Secções Principais, de acordo com o critério definido para cada Secção. Se verificarem a S1 reparte o seu custo pelas outras secções em função de % e a S2 trabalho apenas para a secção C, logo todo o seu custo é imputado à secção C.

Atenção: O custo total da S2 só pode ser imputado à secção C após repartição da S1 que também trabalhou para a S2, logo vai imputar parte do seu custo para esta secção.

Cálculos Auxiliares:

S1 – Custo Directo: 203.680€ que serão repartidos da seguinte forma:

  • S2 – 10% x 203.680€ = 20.368€
  • A – 30% x 203.680€ = 61.104€
  • B – 60% x 203.680€ = 122.208€

S2 – Custo Total de GGFs a imputar: CD – 174.585€ + Reembolso S1 – 20.368€ = 194.953€ imputados à Secção C.

Cumps,

TS

 

About TANIA SARAIVA

Profissão: - Gestora de Mercado na Portugal Telecom - Assistente Convidada no ISCAL Educação: - Mestrado em Contabilidade no Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa - Licenciatura em Gestão no Instituto Superior de Economia e Gestão

12 comments on “Imputação GGF’s segundo o Método das Secções Homogéneas – Caso Prático

  1. David Amorim
    19 Dezembro 2013

    Boa! A trabalhar durante a tarde de hoje😉

    David Amorim Enviado do meu iPad

    No dia 19/12/2013, às 11:22, Baralho de Ideias escreveu:

    > >

    • TANIA SARAIVA
      19 Dezembro 2013

      Olá David,

      é verdade! Já tinha este artigo preparado e nunca mais me tinha lembrado de o publicar. Foi agora no intervalo de reclamações e confusões!😛
      Espero que já tenha tudo estudado para o teste de amanhã! Há mais testes para além de COF.

      Cumps,
      TS

  2. Emídio Chack
    30 Janeiro 2015

    Olá Tânia
    Preciso de sua ajuda
    Com um exercício similar à este
    A empresa JIkA, LDA fabrica dois produtos A e B a partir de um conjunto de materiais diversos; a sua actividade industrial esta estrada em três centro de custos X Y e Z. Nos quadros seguintes apresentam-se os elementos recolhidos da Contabilidade Analítica e referente a um mes:
    Mapa dos custos da secção

    Secções X Y Z
    Actividades (Hh) 1000 500 0
    Cust. Dire.
    Variáveis 30.000 13.000 6.000
    Fixos 20.000 70.000 4.000

    MAPA DE CUSTOS DA PRO DURÃO

    produtos unit. A B
    Qtdes prod. Ton. 8500 8000
    Materiais $ 50000 10000

    Informações adicionais
    A secção X presta sua actividade 75% para o produto B

    A secção Y presta sua actividade 40% para o Produto B

    A secção Z reparte os seus custos pelas secções principais proporcionalmente as respectivas actividades e tem como unidade de custeio o dia.

    Relação a mente ao produto A existiam produtos em via de fabrico no início e no fim do mês reactiva mente de 12000 e 10000$

    A empresa utiliza o sistema de custeio variável.

    Pretendesse

    1) Mapa do custo das secções
    2) Mapa do custo de produção

    • TANIA SARAIVA
      4 Fevereiro 2015

      Olá Emídio,

      em que parte do exercício necessita de apoio?

      Cumps,
      TS

      • Emídio Chack
        27 Junho 2015

        A elaboração dos dois mapas o das secções e de produção…

  3. TANIA SARAIVA
    29 Junho 2015

    Oi Emídio,

    envie email com as dúvidas e o exercício: tania.mafalda@gmail.com

  4. Cátia Serôdio
    5 Janeiro 2016

    Boa tarde, gostaria de lhe colocar uma questão . Como é que consigo justificar que no método das Secções Homogéneas os produtos consomem recursos/custos ?
    Obrigada

    • TANIA SARAIVA
      5 Janeiro 2016

      Olá Cátia,

      No método de Secções Homogéneas a única questão em análise são os custos indirectos que não têm relação directa com os produtos, normalmente os GGF. Em relação aos recursos MP e MOD há forma de directamente imputar os seus custos aos Produtos e/ou Serviços.

      Assim, no método das Secções Homogéneas há apenas a preocupação de imputar os custos das secções (principais e auxiliares) até aos produtos e/ou serviços, definindo critérios de imputação, como por exemplo Hora Máquina ou Hora Homem, KWh, etc., de forma a ser possível encontrar uma relação entre a secção em análise e o produto final. Contundo, há que ter em atenção que há secções, as Auxiliares, que não têm qualquer relação com os produtos, apenas garantem o correcto funcionamento das Secções Principais, e o custo destas secções deverá ser conduzido até às Secções Principais de acordo com as suas relações.

      Cumps,
      TS

  5. José Filipe
    7 Abril 2016

    Bom dia Tânia,

    Tenho um exercício de contabilidade de gestão e na parte do mapa de custo das secções e mapa do custo de produção, não estou a conseguir avançar, porque tenho dificuldade na parte da distribuição e incorporação dos GGF, posso enviar o exercício para o mail da Tânia?

    com melhores cumprimentos,
    José Filipe

    • TANIA SARAIVA
      7 Abril 2016

      Olá José,

      claro que pode e identifique as suas dúvidas e envie a sua resolução até ao momento.

      Cumps,
      TS

  6. ingrid
    14 Novembro 2016

    Boa tarde Tânia,
    A explicação foi bastante proveitosa e didática porém, não consigo avançar em um exercício aliás não consigo nem sistematizar, você poderia ajudar-me?,
    Graziele

    • TANIA SARAIVA
      14 Novembro 2016

      Envie-me por email.

      Cumps,
      TS

Deixa a tua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 19 Dezembro 2013 by in Contabilidade.

Navegação

Jogadas anteriores

Fonte da imagem do cabeçalho

Jogadores

%d bloggers like this: