O Orçamento de Tesouraria inclui, para além dos pagamentos e recebimentos correntes, os créditos sobre clientes e outros devedores e os débitos a fornecedores e outros provenientes do ano anterior.

Objetivo: é prever o saldo de tesouraria ao longo dos vários meses, que resulta da diferença entre os totais previsionais de recebimentos e de pagamentos de exploração.

EXEMPLO ORÇAMENTO DE TESOURARIA

ORÇAMENTO DE TESOURARIA 
Recebimentos
    Saldo inicial de Clientes Se transitar do período anterior Valor Vendas a receber
    Vendas do ano Valor Vendas recebidas no período em análise, de acordo com o PMR
Pagamentos
    Saldo inicial de Fornecedores Se transitar do período anterior Valor Compras a pagar
    Compras do ano Valor Compras pagas no período em análise, de acordo com o PMP
    C Transformação (MOD+GGF) Valor pago pelos CT, mas deverão retirar o valor de amortizações/depreciações
    C. Não Industriais Valor pago pelos C. não Industriais (CD ou CA), mas deverão retirar o valor de amortizações/depreciações
    IVA Se no Orçamento IVA obtivermos IVA a pagar
Saldo ∑ Recebimentos – ∑ Pagamentos

REGRAS DO ORÇAMENTO DE TESOURARIA:

Regras do Orçamento Tesouraria:
Recebimentos > Pagamentos – Saldo Tesouraria Positivo
Recebimentos < Pagamentos – Saldo Tesouraria Negativo
Valores dos Recebimentos e Pagamentos devem incluir IVA
Se existir informação histórica (N-1) deverão ser as primeiras linhas dos recebimentos (Contas de Clientes de N-1) e dos pagamentos (Contas de Fornecedores de N-1).
Custos de Transformação (GGF) e Custos não insdutriais (CD ou CA) poderão incluir amortizações, logo quando se apurar o valor destes custos deverão expurgar o valor das amortizações no OT.

ORÇAMENTO FINANCEIRO

Orçamento Financeiro permite efetuar o estudo financeiro para o ano definindo: a forma de suprir as necessidades de tesouraria ou a aplicação dos excessos de tesouraria. Permitindo assim, equacionar o equilíbrio financeiro de curto prazo da empresa a partir do registo de todas as suas obrigações – Aplicações de fundos e das Origens de Fundos de que dispõe, tendo em atenção que estas duas rubricas devem ser de igual montante no final de cada período.

Este orçamento permite conhecer, no final de cada período em análise, as obrigações das empresa quanto a empréstimos contraídos, bem como, o montante das aplicações financeiras, o que facilita a previsão dos juros a pagar e a receber ao longo do exercício, bem como, dos que terão de ser repercutidos nos resultados (gastos e rendimentos de financiamento).

EXEMPLO ORÇAMENTO FINANCEIRO

ORÇAMENTO FINANCEIRO NOTAS
1 – Origens de Fundos
  Disponibilidades Iniciais
  Saldo Tesouraria (+)  Valor do OT (ST > 0) 
  Financiamento Tesouraria    ∑ Aplicações > ∑ Origens 
TOTAL   Total Origens  = Total Aplicações 
2 – Aplicações de Fundos
  Disponibilidades Finais
  Saldo Tesouraria (-)  Valor do OT (ST < 0) 
  Fundos Disponíveis
  Empréstimos a contrair  Novos empréstimos contraídos no perído
  Reembolso Empréstimos  Valor reembolso efetuado no período
  Juros  Empréstimo x Tx Juro
  Investimento  Valor investimentos efetuados no período
  Reemb. Financ. Tesour.  Valor do Financiamento
  Juros fin. tesour.  Financiamento x Tx Juro
  Aplicações Tesouraria   ∑ Origens > ∑ Aplicações 
TOTAL  Total Aplicações = Total Origens 
Financiamento Tesouraria Acumulado
Aplicações Tesouraria Acumuladas

REGRAS DO ORÇAMENTO FINANCEIRO:

Financiamento Tesouraria  FT = se Total Aplicações > Total das Origens – colocar a diferença neste campo para garantir a regra T.Aplic = T.Origens
Aplicações Tesouraria  AT = se Total Aplicações < Total das Origens – colocar a diferença neste campo para garantir a regra T.Aplic = T.Origens
Saldo Tesouraria (+) ST das Origens = se o Saldo de Tesouraria for positivo preencher este campo
Saldo Tesouraria (-) ST das Aplicações = se o Saldo de Tesouraria for negativo preencher este campo
Reembolso Financiamento Tesouraria A preencher sempre no período seguinte (pe: 2ºS) sempre que haja valores no campo Financiamento de Tesoraria no período anterior
Juros financiamento tesouroura Se houver reembolso de Financiamento de Tesouraria aplicar a taxa de juro indicada para estes financiamentos e calcular os juros