Baralho de Ideias

Quem ganhar uma vaza dará início à seguinte.

Da Rússia sem amor ou: O renascer das políticas populacionistas

Vladimir Putin está preocupado com o envelhecimento e declínio da população russa, pois, segundo o mesmo, encontra-se em causa a soberania do país. Deste modo, apelou aos cidadãos, num tom moralista a lembrar os tempos da União Soviética, para que passassem a ter três filhos, prometendo apoios financeiros às famílias que estiverem dispostas a cumprir o suposto dever patriótico.

No entanto, importa colocar as seguintes questões: Os russos querem realmente ter três filhos? As autoridades possuem legitimidade para influenciar/definir as trajectórias reprodutivas dos cidadãos? Porque devem ser favorecidas as famílias com três filhos e excluídas as que têm menos? E os indivíduos que não têm filhos? É justo que as famílias que optaram por uma determinada trajectória reprodutiva (ter poucos filhos) financiem as famílias que optaram por outra trajectória reprodutiva (ter muitos filhos)?

A Rússia não será o primeiro nem o último país a querer interferir com rumo da natalidade. Recentemente, a China revelou a intenção de revogar a política de filho único, pois esta prática coerciva acelerou o envelhecimento demográfico, sendo expectável uma inversão rápida de políticas anti-natalistas para políticas natalistas.

No ocidente identificam-se alguns impulsos populacionistas, que certamente se tornarão mais frequentes à medida que se agrave a insustentabilidade dos sistemas de segurança social. No ano passado, em Portugal, a Presidência da República organizou uma conferência com o intuito de se discutir o “problema da natalidade”. Neste âmbito, a propósito da necessidade de intervenção estatal no aumento do número de nascimentos, António Barreto recordou o óbvio mas que parece estar esquecido: “(…) é o povo que faz filhos, não as autoridades”.

David Cruz

About David Cruz

Demógrafo no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

4 comments on “Da Rússia sem amor ou: O renascer das políticas populacionistas

  1. André Marques
    13 Dezembro 2012

    Muito importante, ver uma reportagem feita por uma cadeia televisiva, que passou esta madrugada na SIC NOTICIAS no 60 minutos. Aqui vai um pequeno excerto pois não encontrei o completo. http://www.youtube.com/watch?v=jbi8yzrTVpM

    • David Cruz
      13 Dezembro 2012

      Obrigado pela sugestão. Um tema, sem dúvida, muito interessante.

  2. André Marques
    13 Dezembro 2012

    Fugindo ao tema, é pena que os programas interessantes passem apenas nas horas “fora d’horas”. É sem dúvida, um dos melhores em termos jornalísticos, pesquisa, investigação etc. que costumo ver e que na minha opinião, tem mostrado aquilo que por vezes nem a policia consegue. É uma forma de conhecer por dentro novas culturas, países, povos. Recomendo, todos os dias a partir da 1h ehehe🙂

    • David Cruz
      13 Dezembro 2012

      A SIC Notícias tem, de facto, um excelente leque de programas de documentários. É uma demonstração de que os canais privados prestam “serviço público”.

Deixa a tua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 13 Dezembro 2012 by in Sociedade and tagged , , , .

Navegação

Jogadas anteriores

Fonte da imagem do cabeçalho

Jogadores

%d bloggers like this: