Baralho de Ideias

Quem ganhar uma vaza dará início à seguinte.

Presente no Futuro – O interior está em risco de desaparecer?

Os dados do recenseamento da população de 2011 confirmaram a tendência de diminuição da população das regiões do interior de Portugal. De resto, o despovoamento e o envelhecimento demográfico de aldeias e algumas vilas constituem um reflexo desta situação, oportunamente explorada pelos meios de comunicação social. O abandono destes territórios encontra-se relacionado com a perda de importância económica da agricultura, assim como com a afirmação do ramo dos serviços, cujos empregos se encontram maioritariamente concentrados nas cidades.

No entanto, este fenómeno, classificado como problemático, tem coexistido com o crescimento de cidades de média dimensão localizadas no interior. Portando, pode-se afirmar que uma parte do êxodo rural tem sido absorvido por estes aglomerados populacionais. Neste âmbito, um estudo realizado pela Deco, aplicado às capitais de distrito, consagrou várias cidades do interior pelos seus elevados níveis de qualidade de vida. O ranking classificou Viseu em primeiro lugar, Castelo Branco em quarto, Bragança em sexto e Vila Real em nono. Em suma, tratam-se dos aglomerados urbanos que reúnem um conjunto amplo de serviços e que não sofrem dos problemas comuns às grandes concentrações populacionais (poluição, criminalidade, stress, entre outros), que no caso português se encontram nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto.

Como tal, embora o interior esteja perante reestruturações de serviços e transformações na distribuição da população pelo território, isso não implica que estas regiões estejam condenas ao fracasso.

Sessão “O interior está em risco de desaparecer?”, dia 15 de Setembro às 15:50 com João Ferrão (Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa), Álvaro Domingues (Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto) e Augusto Mateus (Augusto Mateus & Associados).

Presente no Futuro: os portugueses em 2030” será um encontro de reflexão sobre as perspectivas de evolução de Portugal nas próximas duas décadas, abordando questões demográficas, populacionais, territoriais e sociais. O evento irá realizar-se de 14 a 15 de Setembro no Centro de Cultural de Belém. As sessões organizam-se em debates sobre questões cruciais para a sociedade portuguesa.

About David Cruz

Demógrafo no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Deixa a tua opinião!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 2 Setembro 2012 by in Sociedade and tagged , , , , .

Navegação

Jogadas anteriores

Fonte da imagem do cabeçalho

Jogadores

%d bloggers like this: